Sinteam

Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas

Nova diretora do Sinteam toma posse

15/12/2018 13:51
Imprimir email
A professora Ana Cristina Rodrigues é a nova presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam). A posse da nova diretoria aconteceu na noite de ontem, dia 14, no Instituto Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (ITEPES).

Entre as prioridades da nova gestão estão a reorganização da categoria, a reativação de delegacias sindicais no interior e o fortalecimento do Sindicato, além de buscar maior tolerância nas escolas. "Há um movimento de intolerância muito forte no Brasil. Há preconceito contra raça, religião, liberdade sexual. Essa será uma das nossas bandeiras. A liberdade de escolha dentro e fora das escolas. Respeito acima de qualquer coisa”, disse.

Em seu discurso de posse, Ana falou sobre as batalhas enfrentadas pelas gestões anteriores na conquista dos benefícios para a categoria. Entre elas, citou o reenquadramento dos servidores - iniciadas anteriormente -, que prometeu continuar. “Nada do que conquistamos caiu do céu. Nada foi fácil. O sindicato foi protagonista nisso”, declarou.

Antes de passar o cargo para Ana Cristina, o ex-presidente do Sinteam, Marcus Libório, fez uma breve retrospectiva das duas gestões em que ele esteve à frente do sindicato. Ele citou a reforma do PCCR – que tirou a avaliação por desempenho e incluiu os funcionários de escola -, a conquista do vale-alimentação, o vale-transporte, o plano de saúde a construção dos CRELS, além do reajuste de 27,01%, depois de uma greve histórica no início do ano, referentes a três anos sem aumento salarial.

Participaram da solenidade de posse representantes da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), do deputado federal Eron Bezerra, do presidente do Sindicato dos Vigilantes, Valderli Bernardo e do cônsul geral de Cuba, Turcios Lopez.

Novo governo
Entre as tarefas da nova diretoria está se reunir com o novo governador Wilson Lima para apresentar as reivindicações da categoria, entre elas a data-base de 2019 e as pautas que ainda não foram sanadas. Uma delas é referente ao atendimento no plano de saúde que está enfrentando oscilação desde o mês de dezembro.

A revisão do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração também será discutida com o novo governo, assim como o cumprimento do enquadramento por tempo de serviço, que deveria ter ocorrido em dezembro de 2017.


Pesquisa pelo site

Pesquisar

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades no seu e-mail!

Cadastre seu e-mail